CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > NOTÍCIAS > BRASIL > Deputado propõe que Embrapa controle o plantio de cannabis no Brasil

Deputado propõe que Embrapa controle o plantio de cannabis no Brasil

/

O deputado federal Ronaldo Santini (PTB-RS), propôs, em ofício enviado ao presidente Jair Bolsonaro (Sem partido), que a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) seja a responsável pela produção de maconha para fins medicinais.

Santini reconheceu a importância da cannabis para fins medicinais, mas fez questão de reforçar o seu posicionamento contra o uso recreativo.

“Se é tão importante assim que façamos a produção da maconha para extrairmos o canabidiol e minimizar a dor daqueles que precisam desta medicação, barateando seu custo e tornando-a mais acessível; se temos medo que o país perca o controle (em relação ao) uso recreativo, a que nós combatemos com veemência, (este seria um modo de atender os) anseios dos que esperam o medicamento e aqueles que temem que a produção da maconha se torne um problema para o nosso país”, disse o parlamentar.

O deputado Santini destacou o fato de que a discussão sobre a produção e comercialização da maconha para fins medicinais tem sido motivo de inúmeras discussões na Câmara e em seu partido, o PTB, porém, ressalta o deputado, ainda há muito “desconhecimento”, “preconceito” e “incertezas em torno da pauta.

Para o deputado, é fundamental que o governo tenha controle sobre a produção da maconha para fins medicinais para que, dessa maneira, seja evitado o uso recreativo.

O deputado do PTB também afirmou que ficou “muito sensibilizado” com os relatos de famílias que precisam de medicamentos canabinoides, mas que não conseguem arcar com os custos, pois, em média a medicação custa entre R$ 2,5 mil e R$ 3 mil.

Santini também lembrou que os medicamentos feitos a partir da cannabis podem ser utilizados no tratamento de Parkinson, esclerose múltipla, epilepsias refratárias, convulsões e outras doenças.

A criação de uma divisão da Embrapa é um caminho para baratear o custo dos produtos canabinoides para fins medicinais.

*Fonte: Revista Fórum

***Junte-se à roda do Maryjuana no Telegram.
You may also like
Cinemas do Ceará serão obrigados a exibir vídeos proibicionistas antes de todas as sessões
New Orleans aprova medidas para descriminalizar o uso de maconha
Colômbia autoriza uso industrial da maconha e sua exportação com fins terapêuticos
7 plantas proibidas no Brasil (além da maconha!)

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.