CONTEÚDO JORNALISTÍCO PARA MAIORES DE 18 ANOS
Home > SAÚDE > Uso diário de CBD atenua sintomas do autismo, aponta estudo brasileiro

Uso diário de CBD atenua sintomas do autismo, aponta estudo brasileiro


Segundo um novo estudo brasileiro, o uso diário de canabidiol (CBD) está associado à melhora dos sintomas do autismo em adolescentes. 

Publicada na revista Frontiers in Neurology, uma pesquisa feita no Brasil associa o uso diário de CBD com a melhora dos sintomas do autismo em adolescentes.

O levantamento foi feito a partir de uma análise observacional de 18 portadores de transtorno do espectro autista (TEA) com idades entre seis e 17 anos.

Todos os pacientes possuíam autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para uso compassivo de extratos ricos em canabidiol (CBD), na proporção de 75:1 entre CBD e THC.

O tratamento com o óleo de maconha foi mantido por pelo menos seis meses. Já a dose diária consumida por cada um deles foi de 50 a 100mg do canabinoide, por via oral.

Resultados

Os autores relataram então que “14 desses 15 pacientes (93%) apresentaram melhorias iguais ou superiores a 30% em pelo menos uma categoria de sintomas”.

Além disso, “a maioria dos pacientes que aderiu ao tratamento com o canabidiol teve melhorias em mais de uma categoria de sintomas: sete pacientes (47%) apresentaram melhorias iguais ou superiores a 30% em quatro ou mais categorias de sintomas; dois pacientes (13%) apresentaram melhorias iguais ou superiores a 30% em duas categorias de sintomas e cinco pacientes (33%) apresentaram melhorias iguais ou superiores a 30% em uma categoria de sintomas”.

Conclusão

O estudo conclui que “os extratos de cannabis enriquecidos com CBD produzem efeitos positivos em vários sintomas autísticos, sem causar os efeitos colaterais típicos encontrados em pacientes medicados. A maioria dos pacientes neste estudo apresentou melhora nos sintomas, mesmo após o desmame supervisionado de outros medicamentos neuropsiquiátricos”.

Evidências anteriores

Estudos anteriores também evidenciam os benefícios da maconha no tratamento do autismo.

Em 2016, um estudo feito na Itália constatou que os canabinoides auxiliam no combate aos sintomas do autismo. Publicada no Journal Translational Psychiatry, a pesquisa descobriu que a “atividade endocanabinoide alterada foi observada em pacientes autistas e os endocanabinoides modulam traços comportamentais que são tipicamente afetados na doença”.

Já em 2018, um outro estudo publicado na revista científica Neurology mostrou que 80% das crianças com autismo apresentaram melhoras após a administração de CBD.

Quer saber mais sobre as propriedades terapêuticas da cannabis? Então clique aqui. 

Que tal turbinar a sua mente?

O conteúdo deste site foi criado por mentes turbinadas com café (Mary4:20)! 

SAIBA MAIS

You may also like
Canadá quintuplica exportações de óleo de cannabis em 2019
Uso de cannabis durante a gravidez não afeta o desenvolvimento cognitivo dos bebês
Estudo sugere que canabinoides podem atenuar os sintomas fatais do COVID-19
Bebê é tratado com cannabis após ficar sem oxigênio

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.